Notícias » Austrália

Autoridades da Austrália acreditam ter encontrado tubarão que matou surfista

O animal foi encontrado sem vida numa rede de proteção; o caso ressuscita uma discussão no Senado

Caio Tortamano Publicado em 09/09/2020, às 14h32

Imagem ilustrativa de um tubarão-tigre
Imagem ilustrativa de um tubarão-tigre - Wikimedia Commons

Autoridades australianas estão investigando a identidade de um tubarão-tigre encontrado morto em uma praia, para saber se foi o mesmo peixe matou um surfista em um ataque no a terça-feira, 8. A vítima foi Nick Slater, de 46 anos, marcando um raro caso de morte por ataque da espécie na faixa turística da Austrália.

De acordo com o portal UOL, o ataque aconteceu na movimentada praia de Greenmount, que conta com redes de proteção justamente para afastar os tubarões. Assim, o tubarão-tigre foi encontrado já sem vida, no entanto, ainda não se tem confirmação de que o falecido animal seja, de fato, responsável pela morte de Slater.

Apesar do ocorrido, essa é a segunda morte por ataque de tubarão em uma praia com rede desde 1962, quando foram instaladas. O estado australiano de Queensland, onde aconteceu o acidente, conta com 85 praias ao todo, e o primeiro caso somenteu ocorreru em 2006, quando um nadador de 21 anos foi alvo de um grupo de tubarões.

Essas redes possuem 186 metros de comprimento, e apenas 6 de profundidade, sendo possível que os tubarões as contornem. As proteções são muito contestadas por grupos políticos do país, tanto que o senado da Austrália organizou uma pesquisa em 2017 mostrando que elas causam danos ao ambiente, fazendo com que espécies como baleias e tartarugas fiquem presas, enquanto dão ao banhistas falsas sensações de segurança.