Notícias » Brasil

Autoridades confirmam dez mortes após tragédia em Capitólio

Desprendimento de rocha na cidade turística de Minas Gerais causou tragédia

Redação Publicado em 09/01/2022, às 21h22

Registros da tragédia ocorrida em Minas Gerais
Registros da tragédia ocorrida em Minas Gerais - Divulgação/Vídeo/Redes sociais

Após o desprendimento de uma rocha do cânion presente em Capitólio,Minas Gerais, as autoridades confirmaram que o número de mortos subiu para dez neste domingo, 9.

Durante entrevista, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil relataram que cadáveres e ‘fragmentos corpóreos’ das pessoas que estavam no local da tragédia foram resgatados nas buscas.

Durante a identificação, foi possível descobrir quem são cinco pessoas. São elas: Júlio Borges Antunes, 68, Mykon Douglas de Osti, 24, Camila Silva Machado, 18, Sebastião Teixeira da Silva, 64, Marlene Augusta Teixeira da Silva.

Divulgação/Vídeo/Redes sociais

 

Conforme repercutido pelo portal de notícias UOL, o IML agora atua na identificação das causas das mortes, ou seja, se trata-se de afogamento ou até mesmo politraumatismo contuso. Esse processo também engloba exame toxicológico.

Durante o desabamento da pedra, quatro embarcações foram atingidas, englobando aproximadamente 34 pessoas. Vídeos que viralizam nas redes sociais mostram o pânico das pessoas após o desprendimento da rocha.

"Pessoas foram lançadas pelo fluxo de água, algumas foram resgatadas pelas embarcações nas imediações", explicou Pedro Aihara, tenente, durante entrevista à GloboNews. "Se não estivessem com o colete salva-vidas, poderiam estar em situação mais grave”.