Notícias » Inglaterra

Autoridades da Inglaterra acreditam que assassinato de parlamentar foi ataque terrorista

David Amess, de 69 anos, foi morto com golpes de faca, na última sexta-feira, 15

Penélope Coelho Publicado em 18/10/2021, às 13h50

Fotografia de David Amess
Fotografia de David Amess - Divulgação/Wikimedia Commons/Richard Townshend

No último sábado, 16, as autoridades britânicas se pronunciaram a respeito do assassinato do parlamentar inglês Sir David Amess, do Partido Conservador. Para a polícia, se trata de um ato terrorista que provavelmente teria sido motivado pelo Estado Islâmico.

Amess, de 69 anos, foi morto na última sexta-feira, 15, com golpes de faca, em Essex, na Inglaterra. Na ocasião, ele realizava um encontro com eleitores em uma igreja da região. No parlamento desde 1983, ele deixou uma esposa e cinco filhos.

De acordo com informações divulgadas em uma reportagem do Jornal Nacional, posteriormente, um homem de 25 anos foi preso pelas autoridades britânicas, suspeito de ter sido o responsável pelo assassinato.

Segundo a polícia, a faca que teria sido usada no crime foi encontrada e até o momento, os investigadores trabalham com a possibilidade de que o suspeito teria agido sozinho, por isso, as buscas foram encerradas.