Notícias » Haiti

Autoridades do Haiti desmentem morte da primeira-dama Martine Moise em atentado

De acordo com agência de notícias, a mulher foi transferida para um hospital nos EUA e está em estado grave

Penélope Coelho Publicado em 08/07/2021, às 10h40

Martine Moise
Martine Moise - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias EFE, divulgadas pelo UOL nesta quinta-feira, 8, recentemente, a primeira-dama do Haiti, Martine Moise, foi encaminhada para um hospital nos Estados Unidos, onde recebe tratamento. 

Atualmente, a primeira-dama apresenta sinais vitais estáveis, mas está em estado crítico, como revelou a reportagem. De acordo com a publicação, a esposa do presidente haitiano chegou ontem aos EUA e foi levada para o Baptist Hospital, em Miami.

Segundo revelado pelo portal Terra, o embaixador do Haiti na República Dominicana, Smith Augustin, desmentiu a morte de Martine. A mulher foi ferida em um atentado que aconteceu na última quarta-feira, 7, na residência oficial do presidente, em Porto Príncipe, capital do país. Na ocasião, seu marido, Jovenel Moise, não resistiu e faleceu.

Na manhã de ontem, o primeiro-ministro do Haiti, Claude Joseph, confirmou a morte do presidente Moise, de 53 anos de idade. Em nota, o premiê informou que:

“Um grupo de indivíduos não identificados, alguns dos quais falavam em espanhol, atacou a residência privada do presidente da República" e "feriu mortalmente o chefe de Estado" por volta da 1h da manhã.

Recentemente, a polícia haitiana confirmou a prisão de dois suspeitos pelo crime, além da morte de outros 4 possíveis envolvidos no atentado.