Notícias » Brasil

Ave invasora chega ao Brasil e preocupa especialistas

A espécie, que pode estar relacionada à extinção do pica-pau nos EUA, chegou ao território brasileiro

Redação Publicado em 09/12/2021, às 14h14

Estorninho-comum
Estorninho-comum - Imagem de TheOtherKev via Pixabay

Pesquisadores brasileiros estão em alerta em razão do aparecimento de uma nova espécie de ave na região Sul do Brasil. O Sturnus vulgaris, conhecido popularmente como estorninho, pode ser encontrado em grande quantidade nos continentes europeu e asiático, além da região do norte da África, e é conhecido por destruir lavouras, caçar pequenos animais e, ainda, transmitir doenças. 

A primeira vez em que um pássaro da espécie foi encontrado em território brasileiro se deu em 2014, na cidade gaúcha de Lavras do Sul. Muito provavelmente, a ave chegou ao país por meio da fronteira com o Uruguai e, hoje, pode ser avistada nas cidades de Aceguá, Bagé, Chuí e Santa Vitória do Palmar.

Conforme informações do pontal iG, o estorninho, que já foi citado em diversas obras cinematográficas, na literarura e em peças teatrais, inclusive de autoria de Shakespeare, gerou inúmeros estragos nos ecossistemas dos EUA.

Os primeiros espécimes foram levados ao país no ano de 1890 pelo farmacêutico Eugene Schieffelin, que os soltou no Central Park, em Nova Iorque. Eles se reproduziram e, hoje, estima-se que haja cerca de 200 milhões de estorninhos em toda a América do Norte, o que é um grande problema, já que esses animais são capazes de destruir plantações inteiras, gerando grandes prejuízos por onde passam.

Segundo pesquisadores, é muito provável que a presença do estorninho esteja relacionada à extinção do pica-pau-bico-de-marfim.

Eles explicam que a espécie invasora se alimenta dos ovos de outros passáros e tem o costume de arremessá-los do ninho. Outro problema é que o estorninho faz seu ninho em troncos ocos, de modo que aves nativas ficam desabrigadas.