Notícias » Paquistão

Avião comercial cai em área residencial e deixa 97 mortos no Paquistão

O acidente aéreo ocorreu na noite de sexta-feira, 22, após uma tentativa fracassada de pousar no aeroporto de Karachi

Wallacy Ferrari Publicado em 23/05/2020, às 12h30

Uma das casas destruídas pela colisão da aeronave
Uma das casas destruídas pela colisão da aeronave - Divulgação / ABC News

Um acidente aéreo na última sexta-feira, 22, próximo ao aeroporto de Karachi, no Paquistão, deixou 97 pessoas mortas, de acordo com o levantamento feito na manhã de hoje pelo Ministério da Saúde após realizar a retirada dos corpos e prestação de socorro aos únicos dois sobreviventes.

Momentos antes da queda, o piloto reportou uma falha técnica na aeronave para a torre de comando após fracassar em uma tentativa de pouso, segundo um porta-voz da agência de aviação paquistanesa. Em entrevista à Reuters, um funcionário responsável pela aviação civil no aeroporto afirmou que o trem de pouso não foi liberado a tempo, ultrapassando a pista.

A consequência da falha resultou em uma queda momentos após a segunda tentativa; o avião colidiu com uma torre de celular e cambaleou até uma área residencial, explodindo contra diversas casas. Projetado para levar 180 pessoas, a agência paquistanesa obrigou a empresa aérea a realizar as viagens com 50% da capacidade como medida de distanciamento social por conta da pandemia de COVID-19.

De acordo com a equipe de resgate, os dois sobreviventes são passageiros comerciais e estão em observação em um hospital local, mas já conscientes. Um deles foi o engenheiro Muhammad Zubair, que descreveu o momento do acidente em entrevista ao The Guardian: “[Os passageiros] começaram a gritar e chorar, todo mundo começou a rezar”. O outro sobrevivente é Zafar Masood, presidente do Banco de Punjab.