Notícias » Ceará

Avó abre processo para alterar nome do neto, batizado de Lúcifer

O caso aconteceu no Ceará e a história do bebê envolve crimes familiares; entenda

Penélope Coelho Publicado em 01/02/2022, às 09h58

Imagem meramente ilustrativa de pés de bebê
Imagem meramente ilustrativa de pés de bebê - Divulgação/esudroff/Pixabay

Uma avó materna moradora de Nova Olinda, no Ceará, decidiu entrar na Justiça para a alteração do nome de seu neto, um bebê de 10 meses de vida, que foi registrado como Lúcifer.

Sabe-se que segundo a tradição cristã, esse é o nome que foi dado ao anjo que foi expulso do céu em decorrência de sua vontade de estar acima de Deus, tornando então o diabo.

O caso da criança que nasceu em março de 2021, é o mais recente de alguém que recebeu essa nomenclatura no país. Atualmente, o menino está sob a guarda da avó materna, após o pai do bebê cometer um duplo homicídio.

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira, 1°, pelo portal de notícias g1, o homem matou a mãe e o avô paterno da criança, com golpes de machado, em maio do ano passado. O responsável pelos crimes foi encontrado morto, alguns meses depois.

Segundo revelado na reportagem, o processo de alteração segue em segredo de Justiça, além do caso no Ceará, outras duas pessoas receberam esse nome entre os anos de 2016 e 2021, ambos os casos ocorreram no Rio Grande do Sul