Notícias » Segunda Guerra

Balas, medalhas e moedas: Vale da Morte da Segunda Guerra revela seus primeiros artefatos

Primeiras escavações do local, que testemunhou os mais diversos crimes dos alemães na Polônia, começaram esse mês e já deram importantes frutos

André Nogueira Publicado em 18/05/2020, às 07h00 - Atualizado às 08h53

Medalha militar feminina polonesa
Medalha militar feminina polonesa - Dawid Kobiałka

As tão esperadas escavações do Vale da Morte dos nazistas deram seus primeiros resultados materiais, revelando uma série de artefatos da Europa dos anos 1930 de alta relevância. O local, em Chojnice, Polônia, foi usado pelos alemães como vala para despejo de mais de mil vítimas de assassinatos durante a Guerra.

Foram relatadas revelações de balas de diversos calibres, botões de roupas, fragmentos de medalha, distintivos e moedas. "O Vale da Morte é pouco conhecido hoje. Logo após o fim da guerra, ocorreram apressadas exumações aqui. Como resultado, os restos mortais de quase 200 pessoas foram descobertos", diz o Dr. Dawid Kobiałka, chefe do novo projeto de pesquisa, implementado pelos Amigos do Instituto de Arqueologia e Etnologia da Academia Polonesa de Ciências.

A moeda foi o primeiro objeto descoberto no sítio / Crédito: Divulgação

 

O projeto extensivo financiado pelo Ministério da Cultura da Polônia pretende mapear e determinar a localização exata das trincheiras do local e o ponto em que elas eram usadas para sepultamentos pelos nazistas. Tecnologias de alta sofisticação estão sendo utilizadas, como varreduras a laser, imagens aéreas e detecção de metal, o que revelou uma série de objetos pessoais.

"Esperamos que essas descobertas nos ajudem a localizar com precisão os locais de tiro e o espaço em que, segundo o testemunho de testemunhas, os corpos das vítimas de crimes alemães seriam queimados em janeiro de 1945", acrescenta Kobiałka. Métodos arqueológicos, somados a pesquisas de etnologia com habitantes da região, serão retomados em agosto para novas revelações.