Notícias » Estados Unidos

Bandeira nazista é vista em escola e gera revolta em comunidade americana

Segundo o colégio, símbolo era usado em aulas de história, mas diretor promete abrir investigação para descobrir o culpado pela exibição do símbolo antissemita

Fabio Previdelli Publicado em 13/02/2020, às 11h00

Bandeira nazista é vista em escola e gera revolta em comunidade americana
Bandeira nazista é vista em escola e gera revolta em comunidade americana - Reprodução

Uma bandeira nazista foi vista pendurada na janela de uma escola de ensino médio em Frederick, Maryland, nos Estados Unidos, na última sexta-feira, 7, durante a realização de uma partida de basquete na Gov. Thomas Johnson High School.

As reclamações começaram quando pais de alunos viram o símbolo antissemita pendurado em uma das janelas. Entre eles, estava Nicole Hopkins, que no começo não conseguia acreditar no que estava vendo. “Eu olhei e pensei, espere um minuto. Eu olhei novamente, olhei para o meu namorado e falei: 'É isso que eu acho que é? '”.

Imediatamente, Hopkins, assim como outras testemunhas, fotografou a cena e compartilhou a imagem em suas redes sociais com uma mensagem condenando o ato.

O presidente da Junta de Escolas Públicas do Condado de Frederick, Brad Young, respondeu ao post de Nicole nas redes sociais dizendo que rapidamente contatou a liderança da escola para remover a bandeira. Young escreveu que, segundo lhe foi informado, o emblema era usado como suporte de um professor de história, que teve sua identidade preservada, em suas aulas sobre a Segunda Guerra Mundial.

“Na minha opinião, era totalmente inapropriado estar pendurado em uma janela. [O episódio] deve ser usado como uma lição de aprendizado para nossos professores e alunos ”, escreveu Young, desculpando-se com os que se sentiram ofendidos pela exibição do material nazista.

Theresa R. Alban, superintendente das Escolas Públicas do Condado de Frederick, também condenou a exibição da bandeira. "Os valores do FCPS [Frederick County Public Schools] estão em contraste direto com a mensagem representada por essa bandeira, e pedimos desculpas pelo fato de a exibição dessa bandeira ter prejudicado nossa comunidade".

Alunos defenderam o professor e o isentaram de qualquer culpa pelo episódio. “A sala de aula dele é coberta do teto ao chão com pôsteres e recortes [de eventos da Segunda Guerra]. Ele tem até uma bandeira de cada eixo e exército aliado pendurados nas paredes”, declarou Ryleigh Adams, que teve aulas com o professor no ano passado. “Ele é um dos melhores professores do departamento... [As aulas dele] são um auxílio didático e um lembrete fundamental de toda nossa terrível história que não pode ser reescrita e, portanto, deve ser ensinada”.

Apesar da explicação de alguns alunos, ainda não está claro quem colocou a bandeira na janela e o porquê, afinal, o docente não estava no colégio no dia do incidente. O conselho informou que vai investigar o caso.