Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Inglaterra

Bando de galinhas selvagens vêm transformando vila inglesa em um 'inferno'

Grupo de cerca de 100 galinhas estão deixando moradores de vila do noroeste da Inglaterra bastante incomodados: "Elas são um pé no saco"

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 27/05/2024, às 10h12

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa - svklimkin via Pixabay
Imagem ilustrativa - svklimkin via Pixabay

Moradores de Snettisham, Norfolk, no noroeste da Inglaterra, estão irritados pelo caos causado por cerca de 100 galinhas selvagens que vem atormentando a região. Moradores de uma vila alegam que o animal não só destorem seus jardins como também os mantêm acordados.

+ Através do som, é possível distinguir quando galinhas estão felizes ou tristes

As pessoas alegam que a vida tem se tornado um "inferno" por conta das galinhas que surgem de um bosque próximo. Ainda não se sabe quem é o dono das terras ou dos bichos, a única certeza é que a população das aves aumentou de forma considerável recentemente. 

Além disso, como retrata o The Guardian, os moradores também estão bastante incomodados com o fluxo de pessoas que viajam até a vila para verem as galinhas e deixam alimentos para elas — o que vêm atraindo ratos. 

Relatos 

O problema foi levado para a junta de freguesia, que prometeu dar um jeito na situação, mesmo que tenha que remover completamente todas as aves de lá. "Elas são um pé no saco. Se elas entram no seu jardim, desenterram tudo. Não é apenas comida para as galinhas, são todos os detritos que elas encontram e que trazem ratos", disse o conselheiro Rod Mackenzie ao Guardian. 

O que foi que alguém deixou na outra semana? Uma porção de camarões-rosa. Os ratos são bastante grandes por aqui e se reproduzem como o inferno", prosseguiu.

Já o morador Ben King, de 48 anos, que mora na alameda onde as galinhas fazem ninhos, reclamou do barulho causado por elas na madrugada, que vem tirando o sono de muitos. "Elas estão fora de controle agora, não há apenas uma ou duas... se alguém viesse e as movesse, eu compraria uma cerveja grande para essa pessoa". 

No entanto, nem todos são contra os bichos, como Graeme McQuade, de 43 anos, que aponta que os animais contribuem para o encanto rural da aldeia. "Não tenho nenhum problema com as galinhas. Antes de nos mudarmos para cá, não sabíamos que as galinhas acordavam às 4 da manhã, mas isso dá personalidade ao lugar".