Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Literatura

Banido nas escolas dos EUA, ‘Maus’ viraliza na Amazon

HQ que conta como a família judia do autor sobreviveu ao Holocausto foi proibida no Tennessee por ‘linguagem questionável’ e figura nua

Redação Publicado em 02/02/2022, às 08h31

Capa da HQ ‘Maus: a história de um sobrevivente’ - Divulgação/Pantheon Books
Capa da HQ ‘Maus: a história de um sobrevivente’ - Divulgação/Pantheon Books

A graphic novel ‘Maus: a história de um sobrevivente’, que retrata como a família judia do autor Art Spielgmann conseguiu sobreviver ao Holocausto, se tornou o livro mais vendido na Amazon nos Estados Unidos após ser banida de escolas americanas.

Em 10 de janeiro, o conselho escolar do condado de McMinn, no Tennessee, proibiu que a história em quadrinhos fosse usada como material de estudo sobre o período nazista da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial (1939 -1945).

A votação unânime concluiu pelo impedimento que a obra estivesse no currículo das turmas de oitava série sob a justificativa de que a HQ continha "linguagem questionável" e a ilustração de uma mulher nua.

“Não precisamos promover esse tipo de coisa. O livro mostra pessoas enforcadas, mostra-as matando crianças. Por que o sistema educacional promove esse tipo de coisa? Não é sábio ou saudável”, afirmou Tony Allman, membro do conselho, durante a reunião.

A proibição causou polêmica nos Estados Unidos e repercutiu no mundo, chegando ao autor do livro, que criticou a decisão. “Entendo que o Tennesse é um lugar demente. Há algo de muito confuso acontecendo por lá”, disse à CNBC.

“Estou tentando compreender isso direito. Eles estão totalmente focados em alguns palavrões que estão no livro. Eu não posso acreditar que a palavra 'droga' faria o livro ser descartado da escola por conta própria”, declarou Spielgmann, que disse estar “perplexo” com a situação.

Ele também explicou que o desenho que mostra uma mulher nua, citada pelos membros do conselho para o banimento, é uma pequena imagem de sua mãe em uma banheira com os pulsos cortados.

Agora, o livro em quadrinhos, que foi, inclusive, o primeiro a ganhar um prêmio Pulitzer, se tornou o livro mais vendido da Amazon e duas outras edições da HQ ficaram no Top 20 de vendas da plataforma, como relatou o jornal O Globo.