Notícias » Estados Unidos

Barack Obama descarta qualquer cargo no governo de Joe Biden

Justificativa utilizada por ele é inusitada, e reflete muito de sua vida pessoal

Caio Tortamano Publicado em 16/11/2020, às 14h46

Fotografia de Barack Obama, o 44º presidente dos Estados Unidos
Fotografia de Barack Obama, o 44º presidente dos Estados Unidos - Wikimedia Commons

Depois da vitória democrata nas eleições americanas comJoe Biden, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama — de quem Biden foi vice-presidente — descartou qualquer possibilidade de aceitar um cargo no governo que irá assumir em 2021.

A declaração dada foi a primeira desde que previsões de veículos de imprensa declararam o candidato democrata como virtual vencedor das eleições deste ano. Para a emissora CBS, Obama afirmou que Biden não precisa de seus conselhos, e que não planejava trabalhar na Casa Branca.

Uma das justificativas dadas por ele, inclusive, diz respeito a sua esposa, Michelle. "Há coisas que eu não faria, porque Michelle me deixaria. Sim, diria 'O quê? Você vai fazer o quê?'", respondeu brincando o primeiro presidente negro da história estadunidense.

Barack Obama, ex-presidente dos Estados Unidos, usou seu mais novo livro de memórias para fazer revelações pessoais. Através da obra Uma Terra Prometida, o homem afirmou que o período de oito anos em que passou comandando os EUA acabou abalando seu casamento com a primeira-dama, Michelle Obama

De acordo com a publicação, o norte-americano afirma em seu livro que sentia uma "corrente de tensão" em sua esposa, que segundo ele era algo "sutil, mas constante”. "Era como se, confinados como estávamos dentro das paredes da Casa Branca, todas as suas fontes anteriores de frustração se tornassem mais concentradas, mais vívidas", continua o ex-presidente.