Notícias » Brasil

Barbie homenageia professora brasileira que trabalha com inclusão

Doani Emanuela Bertan faz parte das 12 personalidades homenageadas pela tradicional boneca no Dia Internacional das Mulheres

Fabio Previdelli Publicado em 07/03/2022, às 13h24

Doani Emanuela Bertan foi homenageada pela Barbie pelo Dia Internacional das Mulheres
Doani Emanuela Bertan foi homenageada pela Barbie pelo Dia Internacional das Mulheres - Divulgação/Barbie

Em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres, a boneca Barbie selecionou 12 mulheres para serem homenageadas. Neste ano, a brasileira Doani Emanuela Bertan foi uma das escolhidas. 

Professora, Doani ganhou notoriedade por seu canal no YouTube, o Sala 8, onde dava aulas voltadas aos estudantes surdos e ouvintes — num trabalho de inclusão que já praticava em seus tempos de docente. 

Da mesma forma que a educação transformou minha vida, queria transformar a vida de outros", declarou ao UOL sobre a motivação por trás de seu trabalho. 

Um dos problemas retratados pela professora é que alunos surdos recebem o mesmo material dos outros alunos, entretanto, aponta que o mais didático seria se as apostilas tivessem uma comunicação por libras. "Deveria vir em libras, que é a língua que os alunos sabem, a nossa própria legislação já reconhece".

"Criei o Sala 8 por um problema de exclusão entre meus alunos. Não podia ser conivente com isso", explica. No início, a docente, que atuava em Campinas, esperava ajudar apenas os alunos do centro de ensino que trabalhava. Porém, hoje seu canal já possui mais de 14 mil inscritos. 

"Meu canal não é adaptado para surdo, mas pensado para ouvintes e também para surdo. Praticar inclusão na sala de aula é pensar nisso desde o planejamento e não fazer uma atividade para alguns e depois adaptar para outros", diz. 

Além da homenagem com a boneca Barbie, Doani já havia sido reconhecida como um dos ‘dez melhores professores do mundo’ pelo Global Teacher Prize, de 2020. O prêmio é considerado como o “Nobel da Educação”.

Com a condecoração, a professora foi convidada para fazer parte da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo, onde atualmente trabalha com a formação de docentes e também integra o Centro de Mídias. 

Ter essa boneca Barbie é a concretização de todos ensinamentos que tive ao longo da minha vida. Minha mãe sempre me criou para ser a mulher que eu quisesse ser. É como se fosse minha mãe dizendo 'te falei que daria certo'. Agora, faz um ano que perdi minha mãe”, completa.