Notícias » Curiosidades

Bebê é abandonado em banheiro do aeroporto de Qatar, iniciando investigação insólita

As autoridades exigiram que as passageiras passassem por exames ginecológicos para que fosse descoberto a mãe biológica da criança

Giovanna de Matteo Publicado em 26/10/2020, às 16h00

Avião do Qatar
Avião do Qatar - Pixabay

Um recém-nascido foi encontrado largado em um banheiro do aeroporto internacional de Doha, no Qatar. Após o susto, as autoridades obrigaram todas as passageiras, inclusive algumas que já estavam dentro de aviões esperando a decolagem, a fazerem exames ginecológicos na busca para descobrir quem era a mãe biológica.

O caso ocorreu no dia 2 de outubro, no entanto, só foi revelado agora, através de uma reportagem da mídia australiana. De acordo com as informações reveladas, as mulheres tiveram que desembarcar de diversos aviões, e foram levadas até hospitais por ambulâncias, onde seriam submetidas a exames para descobrir quem havia dado à luz à pouco tempo.

"Obrigaram as mulheres a passar por testes físicos, principalmente o exame de papanicolau, à força", disse uma pessoa em Doha, à AFP. Wolfgang Babeck, um advogado australiano que estava em um dos voos que passaram pela revista, afirmou à AFP que as mulheres voltaram para o avião em estado de choque.

"Todas estavam consternadas, algumas irritadas, uma chorava e ninguém acreditava no que tinha acabado de acontecer", disse Babeck, que concorda que o incidente pode representar uma violação dos direitos humanos.

O Qatar segue radicalmente a Sharia, que inclui uma lei islâmica que admite punição às mulheres grávidas fora do casamento.

"Os funcionários da área não expressaram preocupação sobre a saúde e o bem-estar de uma mãe que tinha acabado de dar luz, e pediram que ela fosse localizada antes de viajar", explicaram as autoridades em comunicado.

"O recém-nascido continua sem ter sido identificado, mas está bem de saúde e sob cuidados dos médicos profissionais e do serviço social", informou o aeroporto.