Notícias » Afeganistão

Bebê separado dos pais durante fuga do Afeganistão é devolvido

Durante cinco meses, o casal Suraya e Mirza Ali Ahmadi não tiveram notícias do filho Sohail, hoje com 7 meses

Fabio Previdelli Publicado em 10/01/2022, às 10h22

Momento em que o taxista Hamid Safi devolveu o pequeno Sohail a seu avô
Momento em que o taxista Hamid Safi devolveu o pequeno Sohail a seu avô - Divulgação/YouTube/Reuters

Em agosto do ano passado, durante a retirada de pessoas que tentavam fugir do Afeganistão, após o Talibã tomar o controle do país, uma família se viu obrigada a entregar um bebê para um soldado americano — na tentativa de manter a criança em segurança. 

Cerca de cinco meses depois, segundo informações da agência Reuters, o pequeno Sohail Ahmadi, que tem sete meses de idade, foi devolvido ao seu avô e outros parentes que ainda vivem no país. 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Reuters (@reuters)

 

Ele estava sob cuidados do taxista Hamid Safi, que diz ter encontrado Sohail sozinho e chorando no aeroporto de Cabul, capital do país.

Foi então que ele resolveu levá-lo para casa. "Se sua família for encontrada, eu o entregarei a eles, mas, caso contrário, eu mesmo o crio", declarou à agência de notícias em novembro. 

Agora, seus familiares pretendem enviar Ahmadi para os pais da criança, que vivem com seus outros filhos — e irmão de Sohail — no estado americano do Michigan. 

À época do desencontro com o filho, Mirza Ali Ahmadi e sua esposa Suraya tentavam embarcar no aeroporto local, mas ficaram apreensivos quando um tumulto se iniciou perto dos portões.

Temendo que o filho pudesse ser esmagado, passaram o bebê por cima do muro a um homem, que acreditavam ser um soldado americano. 

Quando eles ultrapassaram a porta de entrada, meia hora depois, o pequeno já não estava mais no local. Mirza recorda que as autoridades haviam informado que a criança já teria sido levada para fora do país e que todos seriam reagrupados quando chegassem nos Estados Unidos.  Porém, por meses, eles jamais tiveram informações do filho. 

Agora, com o bebê sob os cuidados do avô, a família de Sohail informou que recompensará o taxista com 100 mil afeganes (o que na conversão atual representa cerca de 5,4 mil reais). O montante é referente às despesas que Safi teve durante esse período cuidando da criança.