Notícias » EUA

Biden anuncia imposição de sanções a Mianmar devido ao golpe de Estado

Para o presidente americano, os militares que depuseram Aung San Suu Kyi devem renunciar

Giovanna Gomes Publicado em 11/02/2021, às 09h00

Presidente americano Joe Biden
Presidente americano Joe Biden - Wikimedia Commons

De acordo com a UOL, em razão do golpe militar ocorrido no dia 1 deste mês em Mianmar, o presidente americano Joe Biden anunciou a criação de sanções econômicas contra o atual governo do país.

Em discurso na Casa Branca ocorrido na última quarta-feira, 10, o governante ainda declarou que os militares que depuseram Aung San Suu Kyi"devem renunciar ao poder tomado e demonstrar respeito pela vontade do povo, expressada nas eleições de 8 de novembro”.

Sobre as sanções, Biden disse: "Identificaremos uma primeira rodada de alvos nesta semana, e também vamos impor fortes controles às exportações". Ele declarou que congelará 1 bilhão de dólares, dinheiro que Mianmar tem nos EUA, para que não "seja controlado pelos generais".

Após o golpe, o país asiático está sob comando do general Min Aung Hlaing, que argumenta que houve fraude nas eleições — o que justificaria a tomada do poder. Os observadores internacionais, contudo, afirmam não ter sido encontrado qualquer problema.

Assim, a população local segue lutando para reverter a situação através de inúmeros protestos no país. Conforme a Associação para a Assistência de Presos Políticos em Mianmar, ao menos 190 pessoas já foram detidas desde os primeiros dias do golpe, sendo que 19 foram liberadas.

Sobre o Joe Biden 

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer à presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.