Notícias » Estados Unidos

Biden não trata relação com Cuba como prioridade, diz porta-voz da Casa Branca

Declaração acontece após Raúl Castro declarar querer “desenvolver um diálogo respeitoso e edificar um novo tipo de relação com os Estados Unidos"

Fabio Previdelli Publicado em 17/04/2021, às 10h47

Joe Biden durante coletiva
Joe Biden durante coletiva - Getty Images

Conforme noticiado pela equipe do site do Aventuras na História, em declaração durante o congresso do Partido Comunista Cubano, realizado ontem, 16, Raúl Castro anunciou que deixará sua função e pediu um diálogo mais respeitoso com os Estados Unidos.  

Porém, horas depois de sua declaração, Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca, declarou que mudar a relação política dos americanos com a Ilha não é uma das prioridades de Joe Biden. A resposta foi dada durante uma entrevista coletiva. As informações são da agência EFE. 

Sem falar sobre o Congresso ou sobre RaúlPsaki apenas declarou que "uma mudança na política em relação a Cuba ou a tomada de medidas adicionais não está agora entre as principais prioridades da política externa [de Biden]". 

Além disso, uma fonte anônima, membro sênior do governo, disse à EFE que Biden não considera a relação com Cuba uma prioridade. Porém, ressalta que o democrata quer "fazer dos direitos humanos um pilar fundamental de sua política externa". 

Segundo a fonte, a Casa Branca também estaria empenhada em "rever as políticas que foram decididas na administração anterior, incluindo a decisão de designar Cuba como um patrocinador estatal do terrorismo".