Notícias » Estados Unidos

Biden suspende construção de muro na fronteira e México comemora

A medida anterior havia sido tomada por Donald Trump, que seguia regras rígidas contra iniciativas migratórias

Penélope Coelho Publicado em 21/01/2021, às 09h25

Joe Biden, presidente dos EUA
Joe Biden, presidente dos EUA - Wikimedia Commons

De acordo com informações da agência de notícias AFP, publicadas pelo portal UOL, na noite da última quarta-feira, 20, autoridades do México comemoraram a atitude do presidente Joe Biden, que ao tomar posse já reverteu medidas do governo anterior.

Na ocasião, o democrata ordenou a suspenção das obras que construíam um muro na fronteira dos EUA com o México. O chanceler mexicano, Marcelo Ebrard, celebrou a atitude de Biden em seu Twitter:

"O México saúda o fim da construção do muro, a iniciativa migratória a favor do DACA e um caminho rumo à dupla cidadania [...] Como escreveu o presidente López Obrador há alguns anos, ao agora presidenteJoe Biden, as pontes abrem caminho para a cooperação e o entendimento".

Ao assinar o decreto, além de suspender a construção do muro, o presidente norte-americano também se comprometeu a apresentar para o Congresso um projeto que visa a naturalização de cerca de 700 mil jovens, que chegaram aos Estados Unidos durante a infância de maneira irregular. Durante o governo anterior, Donald Trump, seguia medidas duras contra imigrantes nos Estados Unidos.

O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, desejou sucesso a Joe Biden e afirmou que os países terão uma boa relação. Contudo, especialistas acreditam que possa existir conflitos entre eles na área trabalhista, energética, agrícola e também ambiental.

Sobre Joe Biden 

No dia 7 de novembro de 2020, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC também apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: é o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trump já havia declarado vitória no dia 4 de novembro de 2020, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer a presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.