Notícias » Europa

Bilionários russos têm iates confiscado por países europeus

Medida faz parte das sanções impostas após a Rússia invadir a Ucrânia

Paola Orlovas, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 03/03/2022, às 14h20

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Como parte das sanções impostas por países europeus à Rússia depois da invasão da Ucrânia, bilionários russos que moram em países do continente estão tendo seus bens de luxo confiscados por autoridades ao longo desta semana.

Dentro da França, segundo o portal de notícias G1, Igor Sechin, que atua como presidente-executivo da produtora de petróleo russa Rosneft, teve um dos iates de sua empresa apreendido. 

Além disso, houve a apreensão da lancha Amore Vero durante a noite da última quarta-feira, 2, também na França. Na Alemanha, o bilionário russoAlisher Usmanov teve um super iate, o Dilbar, confiscado, de acordo com a Forbes.

As autoridades, segundo o The Guardian, negaram ter apreendido o barco de Usmanov, que possui 512 pés e é considerado o maior iate a motor do mundo. Ele passava por uma reforma dentro da Alemanha desde outubro do ano passado.