Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Bill Cosby é sentenciado por abuso sexual à menor de idade

Caso ocorrido na mansão Playboy estava sob julgamento desde 2014

Redação Publicado em 22/06/2022, às 09h46

Foto tirada de Bill Cosby durante sentença de violência sexual em 2021 - Getty Images
Foto tirada de Bill Cosby durante sentença de violência sexual em 2021 - Getty Images

Mediante as provas da última audiência sobre abusos sexuais feitos pelo comediante americano Bill Cosby, na terça-feira, 21, um júri da Califórnia o condenou como culpado em denúncia de caso acontecido em 1975, na mansão da ‘Playboy’, envolvendo uma menina ainda menor de idade na época.

Foi determinado uma indenização de US$ 500 mil (algo em torno de 2,5 milhões na cotação atual) para Judy Huth pelo sofrimento emocional que ela afirma ter sofrido anos depois, sendo motivada a prestar a denúncia após ver outras mulheres fazerem a mesma coisa, o que despertou as memórias do abuso do comediante.

Segundo a apuração do portal Terra, a vítima disse no depoimento oficial que tinha apenas 16 anos quando o Cosby, com 37, conversou com ela em um parque e dias depois, lhe levou para a mansão. Lá, de imediato, levou a menor de idade para um quarto, tirou as suas calças e pegou a mão da menina para se masturbar.

O acusado não compareceu ao julgamento e mandou um vídeo alegando que não lembrava de Huth e tão pouco a história poderia ser verdadeira, uma vez que ele afirmava não se relacionar de nenhuma maneira com alguma moça que não tivesse pelo menos 18 anos.

Denúncia começou a ser julgada há 8 anos

No início do processo em dezembro de 2014, Judy contou para o corpo jurídico que o caso aconteceu em 1974, quando ela tinha 15 anos. Já no seu segundo depoimento em diante ela pediu desculpas pela sua confusão mental e desde então, fala que os abusos foram feitos no ano seguinte. Hoje a mulher consta com seus 64 anos.

O julgamento ocorre depois de 11 meses que Bill saiu da prisão em outra acusação, dessa vez, condenado por agressão sexual.

A advogada da acusação, Gloria Allred, comemorou a vitória com o veredito de culpa. Esse é o primeiro caso a ser julgado sob a nova Lei de Vítimas Infantis, que permite adultos sobreviventes de abuso sexual infantil a se apresentarem e responsabilizarem seu agressor vários anos depois.