Notícias » Música

Billie Eilish se desculpa após acusação de racismo: 'Envergonhada'

Vídeos antigos da cantora, gravados durante a adolescência, foram resgatados revelando injúrias raciais

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 24/06/2021, às 17h00

Billie Ellish durante evento promovido pelo Spotify, em 2020
Billie Ellish durante evento promovido pelo Spotify, em 2020 - Getty Images

Uma série de vídeos que mostram a cantora Billie Ellish brincando com palavras racistas e caçoando de sotaques e etnias viralizou nas redes sociais nos últimos dias. As visualizações ultrapassaram um milhão e os fãs da artista já demonstraram decepção.

De acordo com o portal UOL, na madrugada desta terça-feira, 22, a cantora gravou alguns vídeos para os stories do Instagram onde se desculpava para os fãs e qualquer um que tivesse se sentido ofendido. "Eu amo vocês, e muitos de vocês têm me pedido para abordar isso. É algo que QUERO abordar porque estou sendo rotulado como algo que não sou".

Billie pediu inúmeras desculpas, explicou que os vídeos postados são compilações de gravações de quando ela tinha 13 a 14 anos e consequentemente não sabia o cunho daquelas palavras e muito menos o que elas poderiam causar.

"Independentemente da minha ignorância e idade na época, nada desculpa o fato de ter magoado as pessoas. Sendo assim, me desculpem", completou a cantora. A artista disse ainda, em seus vídeos, que se arrepende da brincadeira que fez e conta que desenvolve a sua personalidade para não magoar as pessoas e sempre lutar por causas boas.

"Independentemente de como foi interpretado, não quis dizer que nenhuma de minhas ações não tenha causado dor a outras pessoas e me parte o coração que esteja sendo rotulado agora de uma forma que pode causar dor às pessoas que o ouvem. Não só acredito, mas sempre trabalhei muito para usar minha plataforma e lutar por inclusão, gentileza, tolerância, equidade e igualdade", concluiu.