Notícias » Europa

Bispos da França pedem auxilio de papa Francisco em meio de casos de pedofilia

Foi solicitado que o pontífice mandasse alguém de confiança para "examinar" como atendem as vítimas

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/11/2021, às 16h07

Papa Francisco em 2013
Papa Francisco em 2013 - Getty Images

Bispos franceses solicitaram que papa Francisco enviasse alguém de confiança para "examinar" como as vítimas de pedofilia são atendidas, hoje, 8, em meio de uma reunião anual de religiosos do país em Lourdes, que teve como foco um relatório de outubro, que denunciou agressões sexuais de menores de idade franceses.

O pedido foi feito durante o discurso do presidente da Conferência Episcopal Francesa, Éric de Moulins-Beaufort, feito para encerrar o evento, que começou na última terça-feira, 2. As informações são da AFP. O religioso solicitou a ajuda em meio a quase 120 bispos:

Decidimos, juntos, pedir ao papa, pois ele nos nomeou, que nos ajude a examinar como atendemos e estamos atendendo as vítimas e seus agressores, enviando alguém de confiança", disse. 

O relatório, feito independentemente, calculou que mais de 216 mil menores de idade teriam sido abusados por padres e religiosos dentro da França entre os anos de 1950 e 2020. Os bispos já haviam reconhecido a "responsabilidade institucional" da Igreja e a "dimensão sistêmica" das agressões na última sexta-feira, 5.

Serão criados grupos de trabalho para indenizar as vítimas, e o esforço será liderado por um sujeito não religioso, utilizará patrimônios dos agressores e da Igreja da França para financiar os pagamentos, e não doações de fiéis.