Notícias » Escócia

Bola de canhão do século 16 é desenterrada na Escócia

O artefato pode ter sido utilizado em um ataque contra uma igreja escocesa, afirmam os arqueólogos

Alana Sousa Publicado em 13/02/2021, às 14h00

Especialistas no local em que o artefato foi encontrado
Especialistas no local em que o artefato foi encontrado - Divulgação

Arqueólogos encontraram uma bola de canhão do século 16 em Edimburgo, Escócia. O antigo artefato pode ter sido usado no ataque a uma igreja durante o Cerco de Leith, em 1560. As informações foram divulgadas pelo site local The Scotsman.

As escavações, que tiveram início em 2019, continuam a revelar segredos do passado. Dessa vez o objeto desenterrado foi uma bola de ferro, medindo cerca de 11 centímetros de diâmetro. “Foi uma verdadeira surpresa e muito emocionante encontrar esta bala de canhão”, afirmou o arqueólogo do conselho municipal, John Lawson.

Para a construção de uma nova linha de bonde na capital, uma análise arqueológica foi solicitada; algo muito comum em locais que podem estar repletos de vestígios valiosos. A bola descoberta ainda está sendo analisada para que sua datação seja feita corretamente, embora os estudiosos acreditem que ela seja de meados do século 16.

Já a construção atacada é a Igreja Paroquial de South Leith, erguida no século 15, em 1483. A estrutura está próxima a um cemitério medieval, onde foram descobertos 350 esqueletos em escavações recentes.

O Cerco de Leith foi uma ocupação francesa em território escocês que durou 12 anos. As tropas da França só foram dispersadas após um acordo, firmado no Tratado de Edimburgo.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.