Notícias » Personagem

Bolsonaro alfineta linguagem neutra: 'Vai estragando a garotada'

O presidente realizou declarações sobre o que chamou de "linguagem neutra dos gays" na última terça-feira, 7

Redação Publicado em 08/12/2021, às 11h28

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro - Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro declarou na última terça-feira, 7, que a utilização de termos neutros da língua "estraga a garotada" e criticou a presença da linguagem na prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplicada no ano de 2018. O chefe do Executivo, mais uma vez, vem sendo criticado após as declarações.

"Lembra dois anos atrás a questão da linguagem neutra dos gays? Não tenho nada contra, nem a favor. Cada um faz o que bem entender com seu corpo. Mas por que a linguagem neutra dos gays? O que soma para gente numa redação? Agora, estimula a molecada a se interessar por essa coisa, por…", disse Bolsonaro a apoiadores que se encontravam na saída do Palácio da Alvorada, sem terminar a frase.

Conforme informações do Correio Braziliense, logo em seguida, um dos homens presentes no local comentou o tema, dizendo que a utilização acaba "estragando a linguagem". O presidente, porém, considerou: "a linguagem é o de menos, vai estragando a garotada". 

Em seguida, Jair Bolsonaro revelou sua intenção em interferir nas próximas provas do Enem, afirmando que o próximo exame "vai ser nosso".

"Alguns querem que a gente mude de uma hora para outra. Começa a mudança agora. O próximo Enem que vai ser nosso. Falar que tinha que interferir… Se eu pudesse interferir, não seria esse tipo de Enem que tá ai. De jeito nenhum", finalizou o político.