Notícias » Brasil

Bolsonaro comenta situação econômica do país: 'Nada está tão ruim que não possa piorar'

O presidente deu um discurso durante evento da Caixa Econômica Federal

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 27/09/2021, às 16h54

Fotografia de Bolsonaro
Fotografia de Bolsonaro - Divulgação / Agência Brasil / Fabio Rodrigues

Nesta segunda-feira, 27, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) compareceu a um evento da Caixa Econômica Federal que tinha o intuito de lançar um programa de crédito chamado "Caixa Tem". 

Ele deu um discurso em que abordou a economia brasileira, apontando que os desafios que o país enfrenta são resultado de eventos maiores de que seu governo. 

“Mil dias de governo, com uma pandemia que muitos acham que o que acontece hoje em relação à economia, preço de combustíveis, entre outros problemas, está acontecendo porque eu sou o presidente e não pelo que passamos, estamos passando” disse Bolsonaro.

“Alguém acha que eu não queria a gasolina a R$ 4 ou menos? O dólar a R$ 4,50 ou menos? Não é maldade da nossa parte, é uma realidade. E tem um ditado que diz ‘nada está tão ruim que não possa piorar’, continuou o político. 

Ele também usou a ocasião para mencionar a Petrobras, destacando o quão limitada seria sua capacidade de fazer decisões dentro da empresa. 

"Alguns acham que eu tenho o poder de decidir as coisas dentro da Petrobas. Nos Estados Unidos ninguém culpa o governo pelo que acontece nos combustíveis. Aqui o grande acionista [da Petrobras] é o governo federal, mas temos normas, temos regras, tem a lei paridade e tantas e tantas outras coisas", concluiu o presidente. 

O tópico das limitações de seu cargo como chefe do Executivo não é novo na boca de Bolsonaro nos últimos tempos. Confira aqui uma outra notícia referente a esse assunto.