Notícias » Política

Bolsonaro fala sobre o horário de verão: 'Eu sigo a maioria, sou democrático'

A medida foi revogada em abril de 2019, quando o político afirmou que desregulava o horário biológico dos brasileiros

Redação Publicado em 02/08/2021, às 16h10

Bolsonaro em evento oficial
Bolsonaro em evento oficial - Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) revelou durante entrevista à rádio ABC, de Santo André, SP, que pode retomar o horário de verão caso a maioria da população manifeste interesse, contrastando com sua decisão que sancionou o fim da medida no Brasil em abril de 2019, como informa o portal Metrópoles.

Eu sempre, como parlamentar, quis colocar fim no horário de verão. Chegamos à conclusão de que ele não economiza energia como se esperava. E a maioria da população era favorável ao fim. Comprovou-se que não aumentava o consumo de energia. Até o momento, continua a maioria da população contrária. Se a maioria mudar, eu sigo a maioria, sou democrático”, afirmou.

Adotado pela primeira vez no Brasil durante o governo de Getúlio Vargas, em 1931, a medida passou a ser ininterrupta a partir de 1985, até a interrupção no verão de 2019/2020, de acordo com o portal UOL.

Sua criação busca reduzir o consumo de energia durante um período de maior e mais intensa cobertura solar.

Na época da revocação, o chefe de estado apontou que, tecnicamente, a medida não resultava em números expressivos de economia de energia e apresentou um estudo quantitativo junto ao Ministro da Energia afirmando que a mudança de horário afetava o relógio biológico da população.