Notícias » Brasil

Durante conversa com apoiadores, Bolsonaro diz: “Lula vendeu até a mãe para ficar no poder”

O presidente ainda colocou o Supremo Tribunal Federal em questão sobre legitimidade da candidatura do petista durante conversa com apoiadores

Redação Publicado em 03/08/2021, às 09h32

Jair Bolsonaro durante evento oficial em 2020
Jair Bolsonaro durante evento oficial em 2020 - Getty Images

Durante passagem para cumprimentar apoiadores na área externa do Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT-SP) na manhã da última segunda-feira, 2, realizando críticas pessoais ao petista, como registra o portal Metrópoles.

A ocasião foi registrada em vídeo por pessoas que acompanhavam a visita: “Querem dar a direção ao Brasil para um corrupto, cachaceiro, que arrebentou as estatais, loteava tudo aqui e vendeu até a mãe para ficar no poder, aparelhou tudo… Querem fazer igual a Argentina? As “consequência” (sic) vêm aí”, disse o chefe de estado.

 

Bolsonaro ainda acrescentou desconfiança insinuando que o Supremo Tribunal Federal teria facilitado a possibilidade de Lula concorrer nas próximas eleições presidenciais, em 2022: “Se as eleições tiverem problema, dizem ‘recorra à Justiça’. Qual Justiça? O Supremo, que colocou o Lula para fora e o tornou elegível?”, acrescentou.

O chefe de estado acrescentou críticas ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE ) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, dizendo que ele o  "ajudou" a tirá-lo da cadeia, torná-lo elegível e ainda será responsável por contar os votos de Lula, afirmando que o ministro "se acha o máximo" e "está abusando" do poder.