Notícias » Brasil

Bolsonaro veta renomeação de trecho de rodovia que homenagearia João Goulart

De acordo com o presidente, o nome estaria associado a "práticas dissonantes"

Redação Publicado em 14/10/2021, às 11h14

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro - Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou a mudança do nome de um trecho da BR-153, o qual passaria a homenagear o político João Goulart, que esteve à frente do país no período anterior à ditadura. O veto foi publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, 14.

A justificativa de Bolsonaro para a decisão foi a de que personalidades históricas podem ser homenageadas desde que "não seja inspirada por práticas dissonantes das ambições de um Estado Democrático". Entretanto, o presidente não explicou quais seriam essas práticas.

Segundo informações do UOL, a renomeação do trecho, que se estende entre Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, e Marabá, no Pará, estava prevista em um projeto de lei do ano de 2012, de autoria do então senador Aloysio Nunes (PSDB-SP).

O Ministério da Infraestrutura e da Casa Civil da Presidência já havia entendido a medida como algo inoportuno, já que "escolher homenagear apenas uma figura histórica poderia representar descompasso com os anseios e as expectativas da população de cada unidade federativa".

"Ademais, busca-se que personalidades da história do País possam ser homenageadas em âmbito nacional desde que a homenagem não seja inspirada por práticas dissonantes das ambições de um Estado Democrático", diz o documento.