Notícias » Europa

Boris Johnson acredita que Putin fala de força nuclear para desviar atenção

A declaração foi feita pelo primeiro-ministro britânico no último domingo, 27

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 28/02/2022, às 15h42

Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido
Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido - Getty Images

Boris Johnson, o primeiro-ministro do Reino Unido, disse no último domingo, 27, que a declaração de que Vladimir Putin colocaria a força nuclear em alerta, teria sido feita para desviar a atenção da resistência que as tropas russas estão enfrentando na Ucrânia.

Acho que é uma distração do que realmente ocorre na Ucrânia", afirmou Johnson.

Falando sobre a situação que os ucranianos estão enfrentando, o primeiro-ministro britânico disse: "É um povo inocente, que enfrenta uma agressão não provocada. O que acontece de verdade é que estão se defendendo com mais eficácia, com mais resistência."

Enquanto isso, Dmytro Kuleba, que ocupa o cargo de ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, afirmou que Kiev não quer ceder durante as negociações com a Rússia. Ele também acusou Putin de tentar aumentar a "pressão", de acordo com a AFP.

"Não vamos nos render, não vamos capitular, não vamos desistir de um único centímetro de nosso território", declarou o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia durante uma coletiva de imprensa.