Notícias » Brasil

Brasileira sofre hemorragia e morre em cruzeiro nos Estados Unidos

Não haviam demonstrações de mal-estar poucos minutos antes do ocorrido, entenda

Alan de Oliveira | @baco.deoli Publicado em 28/04/2022, às 10h36

Navio realizando um cruzeiro
Navio realizando um cruzeiro - Pixabay Images

A bordo desde o dia 8 de abril, Diana Wierdak, brasileira, de 33 anos morreu ontem, dia 27, em decorrência de uma hemorragia, no navio de passageiros que trabalhava como assistente de garçom.

O corpo agora passa por uma autópsia para o traslado ser liberado ao Brasil vindo da região do Alasca, onde a embarcação estava navegando, de acordo com o portal “G1”.

Por meio das redes sociais, familiares e amigos deixaram mensagens marcantes falando como era viver e as alegrias de ter uma rotina com ela.

“Trabalhei com a Diana por três anos, [ela estava] sempre alegre e simpática. Recebi essa notícia e ainda estou sem acreditar. Que Deus conforte toda sua família”, postou um amigo nas redes sociais.
“Você era um doce de pessoa, que não levantava a voz para ninguém, que adorava uma festa, passear, viver a vida de marinheira, que sempre foi tão guerreira, nos deixou tão jovem!”, escreveu uma tia.

Vida movimentada 

Diana Wierdak era natural de São Vicente, litoral de São Paulo, além de ser filha do músico Tarso Wierdak dos Santos, líder da "Carnal Desire", banda muito famosa na região do litoral paulista, que chegou a organizar alguns festivais de rock nas em diversas cidades.

O pai morreu aos 54 anos, em 2019, vítima de uma parada cardiorrespiratória.