Notícias » Crimes

Brasileiro preso na Tailândia usou direito a telefonema para pedir perdão para a mãe

O jovem paranaense de 24 anos foi preso em 14 de fevereiro no Aeroporto de Bangkok portando 6,5 quilos de cocaína

Redação Publicado em 28/02/2022, às 10h12 - Atualizado às 10h43

Fotografia de Jordi Vilsinski Beffa divulgada no programa "Fantástico"
Fotografia de Jordi Vilsinski Beffa divulgada no programa "Fantástico" - Divulgação / YouTube / TV Globo

O jovem paranaense Jordi Vilsinski Beffa, 24, preso na Tailândia ao desembarcar no Aeroporto de Bangkok com 6,5 quilos de cocaína em sua bagagem, conseguiu conversar com a mãe através do telefonema que tinha direito pouco após ser detido.

Em entrevista ao programa 'Fantástico', da TV Globo, os pais do rapaz revelaram o conteúdo desta conversa e que, desde então não conseguiram conversar mais com o jovem. De acordo com eles, não se tinha conhecimento do destino real da viagem e nem dos dois comparsas detidos.

Eu estava dormindo à noite, meu celular tocou e era ele. Falou: 'mãe, a senhora me perdoa, mas não estou aqui na praia, estou na Tailândia. Ele só falou que tinha sido detido", contou a mãe.

A mãe não foi a única a saber da prisão; antes de entregar o celular para autoridades tailandesas, ele ainda enviou mensagens de voz para amigos, deixando claro que a possibilidade de retorno é quase nula e pedindo para que cuide das pessoas em sua volta.

Com a voz embargada, ele deixa claro: "Qualquer coisa, cuida dos meus aí. Tá bom. Obrigado, irmão. Abraço. Não vou sair dessa". O Itamaraty já comunicou anteriormente que tenta contato com a embaixada tailandesa para prestar suporte aos detidos, que correm risco de serem penalizados com fuzilamento.