Notícias » Ucrânia

Brasileiros desaparecem rumo ao alistamento do exército ucraniano

A intenção era se alistar para ajudar a Ucrânia no conflito

Alan de Oliveira | @baco.deoli Publicado em 07/04/2022, às 09h39 - Atualizado às 10h29

Militares e civis indo ao conflito
Militares e civis indo ao conflito - Getty Images

Dois brasileiros que pretendiam se alistar para ajudar a Ucrânia na Guerra, estão desaparecidos desde a semana passada.

O ex-militar da Marinha de 26 anos, Vinicius de Andrade e seu amigo - não identificado, estão há mais de 6 dias sem ter nenhum contato com a família ou amigos. A última mensagem enviada à família por Vinicius, foi na sexta-feita, dia 1°.

Em declaração ao "Terra", o Ministério de Relações Exteriores (Itamaraty) confirmou o “possível desaparecimento de nacionais na Polônia”.

Ainda afirmou que as identidades dos dois rapazes serão mantidas em sigilo para a não violação do direito à privacidade, assim como garantiu estar à total disposição da família para prestar toda a assistência consular cabível ao caso.

Nos últimos contatos do ex-militar com a família, no dia 1° de abril, ele compartilhou a sua localização, mostrando estar na central de Varsóvia, na Polônia e que nas próximas horas, tinha como intenção adentrar ao oeste da Ucrânia e se estabelecer na cidade Lviv.

Após a incessante demora para responder os contatos de ligações e mensagens, as respostas vieram por outra pessoa, preocupando a todos conhecidos de Vinicius. Em seguida, os perfis em todas as redes sociais foram apagados. Desde então, ninguém responde mais ao celular.