Notícias » Britney Spears

Britney Spears nega pagamento de R$ 3,1 milhões para a mãe

Lynne Spears exige que a cantora cubra os valores gastos com honorários, ela afirma que ajudou no processo da tutela; entenda

Penélope Coelho Publicado em 07/04/2022, às 10h20

Britney Spears e Lynne Spears
Britney Spears e Lynne Spears - Getty Images

De acordo com a imprensa internacional, a cantora Britney Spears teria se recusado a pagar os honorários dos advogados de sua mãe, Lynne Spears, que fez a exigência, após o longo processo judicial sobre a tutela da artista.

No pedido protocolado em novembro de 2021, Lynne pede que Britney efetue para ela o pagamento de 600 mil dólares (cerca de 3,1 milhões de reais, na cotação atual da moeda), a justificativa é a cobertura dos gastos envolvidos no processo.

A mulher alega que seus advogados teriam ajudado a cantora a se libertar da tutela na qual foi submetida por 13 anos, sob o comando do pai, Jamie Spears.

Segundo informações publicadas em uma reportagem do portal de notícias UOL, na última quarta-feira, 6, em nota enviada para o tribunal, o advogado de Britney negou oficialmente o pedido da mãe da cantora de hits como ‘Baby One More Time’ e ‘Toxic’.

As taxas e custas aqui não podem ser colocadas em Britney Spears, que já pagou muitos milhões por advogados apontados pelo tribunal, advogados para o tutor de fundos, advogados para o tutor de pessoa, e outros, tudo enquanto muito generosamente provia uma linda casa para sua mãe e pagava todas os seus gastos associados”, escreveu.

Sobre o caso

Desde 2008, Spears não possuia a capacidade legal de tomar decisões por conta própria, seu pai era o responsável pela tutela. Desde então, Britney tinha que pedir autorização para o progenitor. No ano de 2007, a artista passou por uma crise e perdeu a gerência de quase todos os segmentos de sua vida artística e particular.

Britney iniciou uma batalha judicial contra o pai para que pudesse recuperar o controle de sua vida, tanto pessoal quanto de sua carreira. O caso envolvendo Britney ganhou ainda mais espaço na mídia após a divulgação do documentário ‘Framing Britney Spears’. Em novembro de 2021, a cantora foi liberada da tutela.