Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Rússia

Caçador atira em urso e é morto pelo próprio animal na Rússia

O caso chamou atenção pelo fato de que o urso não resistiu aos ferimentos e faleceu pouco depois

Luisa Alves, sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 22/06/2022, às 17h17

Imagem ilustrativa de urso - Foto de Steppinstars pelo Pixabay
Imagem ilustrativa de urso - Foto de Steppinstars pelo Pixabay

Um caçador responsável por atirar em um urso foi morto pelo próprio animal em Irkutsk, na Rússia. O homem, que tinha 62 anos de idade, teve o crânio esmagado pelo animal, que também não sobreviveu em decorrência dos ferimentos causados pelo atirador. As informações do ocorrido foram divulgadas pelo tabloide britânico Metro.

O homem de 62 anos, que não teve a identidade revelada, foi atacado pouco depois de atirar no mamífero, que ainda suportou o choque de dor e avançou contra o agressor. De acordo com o Interfax, o caçador estava perto de uma árvore quando atirou e feriu o animal. 

O Ministério de Assuntos Internos da Rússia revelou que eles foram encontrados próximos, a 50 metros de distância.

"A carcaça do animal foi encontrada a 50 metros do local onde o homem morreu. O predador ferido conseguiu infligir uma lesão da qual o caçador morreu", declarou o Ministério de Assuntos Internos da Rússia

Crânio "amassado"

De acordo com a Interfax, após atirar no animal, o caçador foi ferido pelas garras e presas do animal que "esmagou" seu crânio, provocando sua morte. Depois do ocorrido o animal também morreu. Após o homem ter sido dado como desaparecido, seu cadáver e do urso foram descobertos por um grupo de buscas.