Notícias » Paleontologia

Caçador vermelho do Rio Jacuí: antepassado de T-rex é encontrado no Rio Grande do Sul

Segundo o paleontólogo Rodrigo Temp Müller, a nova espécie é uma das mais antigas entre os fósseis da linhagem de terópodes

Giovanna de Matteo Publicado em 02/12/2020, às 11h41 - Atualizado às 11h42

Antepassado de T-rex é reconstituído por pesquisador da UFSM
Antepassado de T-rex é reconstituído por pesquisador da UFSM - Crédito: Divulgação/Márcio L. Castro

Rodrigo Temp Müller, paleontólogo da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), anunciou uma grande descoberta através de sua pesquisa. Foi constatado o registro de uma nova espécie que seria um antepassado do famoso tiranossauro rex e do velociraptor. As informações são do G1.

O animal foi achado no Sítio Niemeyer, em Agudo, Região Central do Rio Grande Sul, e recebeu o nome de Erythrovenator jacuiensis, que significa "caçador vermelho do Rio Jacuí", que faz referência a cor avermelhada da qual seu fóssil exibe, e também ao rio que fica próximo do local onde a ossada foi descoberta.

A pesquisa consistiu na análise de um fragmento ósseo de uma das pernas do animal, que foi descoberto em 2017. O projeto foi divulgado recentemento no Journal of South American Earth Sciences, além disso, esse foi o quarto dinossauro descoberto na região de Agudo até agora.

Segundo as estimativas datadas, o pesquisador que atua no Laboratório de Paleontologia no Centro de Apoio à Pesquisa Paleontológica da Quarta Colônia, da UFSM, afirmou que essa espécie pode ter vivido entre 230 milhões de anos atrás, no período triássico, enquanto ainda estava se ascendendo a grande era dos dinossauros.

     A nova espécie é um antepassado do tiranossauro rex e do velociraptor/ Crédito: Divulgação

 

A partir do trabalho de reconstituição do animal, o estudioso apresentou o tamanho e peso que provavelmente esse antepassado de dinossauros apresentava, sendo respectivamente, cerca de 2 metros de comprimento, e quase 9kg.

Entretanto, Müller deixa claro: "apesar do tamanho pequeno, ele provavelmente foi um predador ágil, uma vez que o fêmur preserva estruturas de inserção muscular bastante desenvolvidas".

Foi ainda constatado que o animal apresenta uma linhagem entre os terópodes, e seria, entre os já descobertos, um dos mais antigos representantes desse grupo, que são raros de encontrar.

"Alguns destes animais correspondem a parentes dos mamíferos. Desta maneira, é possível que o Erythrovenator jacuiensis tenha caçado alguns dos precursores dos mamíferos", disse o autor do estudo.