Notícias » Curiosidades

Caçadores de aliens relatam colisão alienígena pelo Google Earth... e agora cobram investigações

Usuário do Reddit publicou vídeo que gerou grande repercussão e instigou diversos membros da comunidade

Fabio Previdelli Publicado em 04/09/2019, às 12h00

None
- Reprodução

O Reddit é um site conhecido por sua abertura a diversas comunidades, que geram conteúdo e debatem sobre assuntos aleatórios, como se fosse um fórum de discussão. Apresar de não ser muito utilizado pelo grande público aqui no Brasil, a ferramenta é bem popular nos Estados Unidos e Europa.

Por ser uma comunidade livre, não é incomum surgir alguma bizarrice ou um assunto que vire o imaginário popular de ponta cabeça. O grande mistério da vez foi levantado pelo usuário Hey-man-Shabozi, que publicou na subseção ‘alienígena’ um curioso objeto nas Ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul – localizada perto no Ártico e pertencente ao território ultramarino britânico.

O misterioso objeto alienígena teria colidido próximo ao Monte Carse /
Crédito: Reprodução


Hey-man-Shabozi legendou o post assim: “O que tem mais de 60 metros de comprimento, projeta uma sombra de 15 metros e parece ter colidido no Ártico, movendo-se tão rápido que deslizou quase um quilômetro?”.

Algumas imagens mostram uma estranha formação de neve na área próxima ao Monte Carse, e um vídeo postado gera uma dúvida se o que vemos pode ser mais do que apenas o resultado de uma avalanche. O principal ponto da discórdia é que parece existir um objeto comprido que criou uma trilha reta longe da área em que supostamente ocorreu uma colisão.

O usuário estima que o objeto tenha mais de 60 metros de comprimento, projete uma sombra de 15 metros e se locomoveu por 1 quilômetro / Crédito: Reprodução


O usuário estimou que os rastros tivessem mais de um quilômetro. Ele também afirma que o objeto tem mais de 60 metros de comprimento. Algumas pessoas que comentaram o post levaram a publicação na brincadeira e disseram ser apenas o ‘Capitão América’. Já outros querem que as autoridades investiguem de perto o local.