Notícias » Estados Unidos

Cachorro de Biden morde funcionário pela segunda vez, na Casa Branca

De acordo com presidente norte-americano, apesar dos incidentes o cão Major é um animal ‘doce’

Redação Publicado em 31/03/2021, às 16h16

Joe Biden ao lado de seu cachorro Major
Joe Biden ao lado de seu cachorro Major - Divulgação/Instagram/Joe Biden

De acordo com a Casa Branca, o cachorro mais jovem do presidente norte-americano Joe Biden, Major, um pastor alemão de três anos de idade, mordeu funcionários do local. As informações são da agência de notícias Associated Press.

Segundo revelado na publicação, os incidentes aconteceram duas vezes neste mês. O mais recente ocorreu na última segunda-feira, 29, quando Major “mordiscou alguém enquanto fazia um passeio”, como informou Michael LaRosa, secretário de imprensa da primeira-dama, Jill Biden. Felizmente, o profissional passa bem.

Anteriormente, no dia 8 de março, o cão também teria mordido um agente do Serviço Secreto, causando um pequeno machucado no funcionário.

De acordo com LaRosa, Major “ainda está se ajustando ao seu novo ambiente”. Joe Biden, por sua vez, disse em uma entrevista para a ABC News, que o pastor alemão é um “cão doce” e que “85% das pessoas (da Casa Branca) o adoram”.

O presidente desmentiu os boatos de que os incidentes envolvendo o cachorro geraram uma punição para o animal “Eu não o bani da Casa Branca”, disse Biden.

Além de Major — que foi resgatado de um abrigo — o democrata e sua esposa também têm mais um cão, outro pastor alemão chamado Champ.

Desde que Biden assumiu o cargo, a Casa Branca voltou a ser habitada também por animais, já que no mandato anterior, Donald Trump foi o primeiro presidente norte-americano em mais de 100 anos a ocupar tal posição e não ter nenhum animal de estimação.