Notícias » Japão

Cadáver de mulher desaparecida no tsunami de Fukushima é encontrado após uma década

A japonesa de 61 anos estava sumida desde 2011, quando o Japão foi atingido pelo seu pior desastre nuclear

Alana Sousa Publicado em 05/03/2021, às 11h30

Imagem da catástrofe de Fukushina, em 2011
Imagem da catástrofe de Fukushina, em 2011 - Divulgação

Quase dez anos depois do tsunami que devastou Fukushima, no Japão, em 11 de março de 2011, a polícia japonesa anunciou que o corpo de uma mulher até então desaparecida no desastre foi encontrado. A informação foi repercutida pelo portal UOL.

O cadáver da vítima foi localizado em uma praia da cidade de Higashimatsushima, que fica ao norte de Fukushima. Identificada como Natsuko Okuyama, a mulher tinha 61 anos quando perdeu a vida em uma das maiores catástrofes do país asiático.

“Restos de um esqueleto, incluindo um crânio, foram encontrados em 17 de fevereiro”, declarou as autoridades em um comunicado na manhã desta sexta-feira, 5. Desde 2012, este foi o único corpo desaparecido que foi encontrado.

Tsunami em Fukushima

O terremoto e tsunami ocorrido há uma década foi o pior desastre nuclear que o Japão já viveu. Devido ao derretimento de três reatores na usina nuclear de Daiichi, mais de 100 mil pessoas tiveram que sair de suas casas.

Entretanto, o desastre ambiental foi ainda mais fatal, causando 15.899 mortes, segundo um levantamento feito em dezembro de 2020 pelo Japão. Ainda que a notícia de Okuyama tenha levado conforto à família, existem mais de 2.500 pessoas que ainda estão desaparecidas.