Notícias » Animais

Cadela brasileira que participou de estudo da Hungria está em grupo de cães geniais

A border collie Gaia, de dois anos, foi considerada "superdotada" por pesquisadores da Universidade Eötvös Lórand

Redação Publicado em 07/10/2021, às 10h37

A cadela Gaia
A cadela Gaia - Divulgação / Facebook / Shany Dror

Um estudo realizado por um grupo de pesquisadores húngaros com cães considerados geniais incluiu uma cadela brasileira como um de seus maiores destaques.

Assim como os demais animais que fizeram parte da pesquisa, a border collie Gaia foi capaz de aprender os nomes de diversos brinquedos novos. O resultado foi divulgado na revista britânica "Royal Society Open Science".

De acordo com o estudo promovido pela Universidade Eötvös Lórand, a cadela de dois anos de idade, que vive em São Paulo, conseguiu memorizar os nomes de 37 objetos durante o período de três meses. Ela, Squall (dos EUA), Whiskey (da Noruega), Max (da Hungria), Nalani (da Holanda) e Rico (da Espanha) foram considerados cachorros superdotados.

Os cães que fizeram parte da pesquisa aprenderam até 12 novos nomes por semana e conseguiram lembrar deles por dois meses, em média.

A capacidade de aprendizagem desses animais pode ser comparada à de um bebê humano de cerca de 18 meses de idade, que é quando começamos a formar nosso vocabulário.

"Esses cães talentosos podem aprender novos nomes de brinquedos em uma velocidade notável", declarou a chefe da equipe de pesquisa Claudia Fugazza ao site 'Sky News'. Ela afirma que os animais foram capazes de decorar o nome de um brinquedo após ouvirem o mesmo somente quatro vezes.