Notícias » Brasil

Câmara de Ribeirão Preto repudia "Papai Noel gay"; vereador volta atrás

Campanha natalina foi feita pelos Correios da Noruega, que fica a cerca de 10 mil quilômetros de distância da cidade paulista

Fabio Previdelli Publicado em 02/12/2021, às 15h00

Cena da campanha 'Quando Harry Conhece Noel'
Cena da campanha 'Quando Harry Conhece Noel' - Divulgação/ YouTube/ Posten

Na semana passada, a companhia de correios da Noruega lançou uma ousada campanha de Natal para celebrar os 50 anos do fim de uma lei que proibia que pessoas do mesmo gênero se relacionassem no país.

A campanha, que ganhou o nome de “Quando Harry Conhece Noel”, mostra o Bom Velhinho dando um beijo gay em um homem de meia idade. A publicidade, no entanto, não foi vista com bons olhos, mas em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. 

Isso porque, na última terça-feira, 30, a Câmara Municipal da cidade paulista, que fica a cerca de 10 mil quilômetros de distância do país nôrdico, aprovou uma moção de repúdio à companhia de Correios da Noruega

Além da empresa, a moção, de autoria do vereador André Rodini, também foi enviada ao portal de notícias G1, que publicou uma notícia sobre o comercial, segundo revela o Correio Braziliense. 

"Eles poderiam ter utilizado Odin, Thor, qualquer outro mito da religião nórdica. O Papai Noel não é mais uma representação cristã, ele é uma representação universal. Na cabeça das crianças, ele representa o lúdico”, declarou Rodini

“O Papai Noel é uma das poucas lendas universais que prega a meritocracia. Se você respeitar as pessoas, receberá um mimo no final do ano", continua. "O Papai Noel não tem que sair do armário! Ele que tem que descer pela chaminé".

Nesta quianta-feira, 2, no entanto, o verador voltou atrás após a grande repercussão do caso. Em entrevista ao site A Cidade On, de Riberão Preto, Rodini afirmou que "a monção não é uma crítica a homossexualidade". Dessa forma, ele protocolou o pedido de cancelamento do texto, que deve ser votado ainda nesta tarde.


A polêmica campanha

Para celebrar os 50 anos do fim da lei que proibia que pessoas do mesmo gênero se relacionassem, a companhia de correios da Noruega lançou uma ousada campanha de Natal

Com o nome de “Quando Harry Conhece Noel”, o vídeo mostra as visitas anuais do bom velhinho à casa de um homem gay de meia idade, que sempre é interrompida pela obrigação da figura natalina de presentear outras pessoas. 

Assim, Harry envia uma carta ao Polo Norte explicando tudo que deseja ganhar neste ano: “Querido Papai Noel, tudo o que eu quero de Natal é você”.

Num primeiro momento, o rapaz acaba se decepcionando ao atender a campainha e ver que uma carteira está com seus presentes esse ano. Mas ao voltar para dentro de casa, ele se surpreende com a visita natalina. 

 Arranjei uma mãozinha este ano para que eu possa ficar com você", diz Papai Noel antes de beijá-lo.

Veja o vídeo!