Notícias » Brasil

Câmara dos Deputados pede desculpas por interação polêmica no Twitter

“Olavo de Carvalho, Check” era o que estava escrito na postagem curtida pelo órgão público. Entenda!

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 25/01/2022, às 18h30

O 'guru bolsonarista' Olavo de Carvalho em seu canal do Youtube
O 'guru bolsonarista' Olavo de Carvalho em seu canal do Youtube - Divulgação / Youtube (Olavo de Carvalho)

Na noite da última segunda-feira, 24, Olavo de Carvalho faleceu em um hospital em Richmond, nos Estados Unidos, devido às complicações da Covid-19, segundo relato de sua filha. Ao expressar seu luto, a Câmara dos Deputados realizou uma ‘interação equivocada’ no seu perfil do Twitter.

A página oficial do órgão na rede social curtiu uma publicação na qual se lia “Olavo de Carvalho, Check” — fazendo uma piada com o falecimento, como se fosse um item em uma lista de ‘a fazer’. A postagem era da conta RealMorte e a curtida foi logo removida.

Em seguida, o perfil da Câmara dos Deputados emitiu um comunicado oficial pedindo desculpas, no qual afirmam que a curtida foi um erro e que a correção foi feita imediatamente, além de lamentar a morte de Olavo de Carvalho.

Ao acompanhar as notícias do falecimento do Dr. Olavo de Carvalho, houve equivocadamente uma interação. Detectado às 8h11, o erro foi imediatamente corrigido. Reiteramos nossos sentimentos à família e sinceras desculpas, não somente como empatia humanitária, mas especialmente respeitosa ao Dr. Olavo de Carvalho”, escreveu o perfil do órgão.

No entanto, uma pessoa que especialmente desaprovou a interação citada acima foi o filho do atual presidente da República, Eduardo Bolsonaro, que foi diretamente ao Twitter, mesmo após as desculpas terem sido efetuadas e divulgadas, para afirmar que estará investigando o caso e tomará as medidas necessárias.

Soube agora que o perfil da Câmara dos Deputados curtiu um post debochando da morte do Prof. Olavo. Neste momento estou tomando as providências administrativas para se averiguar o caso."