Notícias » Colômbia

Candidato à presidência da Colômbia diz ser alvo de um plano de assassinato

Gustavo Petro é o candidato de esquerda favorito para as eleições

Redação Publicado em 03/05/2022, às 11h13

O político Gustavo Petro
O político Gustavo Petro - Getty Images

O candidato de esquerda favorito à presidência da Colômbia, Gustavo Petro, declarou que é alvo de um complô para matá-lo. Na última segunda-feira, 2, o político, quem é ex-guerrilheiro do M-19 e ex-prefeito de Bogotá, cancelou eventos que ocorreriam esta semana.

Petro visitaria a região cafeeira do país, incluindo a cidade de Manizales, entre hoje e quarta-feira, porém, a viagem acabou sendo cancelada depois que a equipe de segurança do candidato recebeu informações de que a gangue criminosa La Cordillera estaria planejando um ataque. 

"De acordo com o trabalho realizado pela equipe de segurança, que recebeu informações em primeira mão de fontes da região, o grupo criminoso La Cordillera planejava atentar contra a vida do candidato presidencial Gustavo Petro", revelou o comunicado divulgado, de acordo com a Reuters.

Grupo atua na região para qual viajaria o político

De acordo com a agência de notícias, a organização La Cordillera, atua principalmente na região cafeeira, para onde viajaria o candidato à presidência esta semana. Segundo a polícia local, o grupo foi responsável pela morte de um organizador de atos antigovernamentais há cerca de um ano.