Notícias » China

Cannabis era utilizada na China há 12 mil anos, aponta pesquisa

“Nós mostramos que a Cannabis Sativa foi domesticada pela primeira vez no início do Neolítico no Leste Asiático", mostrou relatório de universidade suíça

Alana Sousa Publicado em 19/07/2021, às 12h15

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Bernell MacDonald via Pixabay

Segundo uma nova pesquisa, realizada pela Universidade de Lausanne, na Suíça, o uso doméstico da cannabis na China aconteceu muito antes que imaginávamos, há cerca de 12 mil anos. Os resultados do estudo foram publicados no jornal científico Science Advances.

Os pesquisadores suíços contaram com a ajuda de outros cientistas, como da Índia, Paquistão, Qatar, Grã-Bretanha e ainda da própria China. Assim, foi possível identificar 110 genomas de diferentes plantas, como selvagens e até mesmo híbridas.

“Nós mostramos que a Cannabis Sativa foi domesticada pela primeira vez no início do Neolítico no Leste Asiático e que todos os atuais cultivares de cânhamo e drogas divergiam de um pool genético ancestral atualmente representado por plantas selvagens e raças locais na China”, afirmou os estudiosos em relatório oficial.

A pesquisa aponta que a cannabis era utilizada com fim medicinal, recreativo e também nos têxteis. Na época, a cannabis era dividida em duas categorias, plantas altas para produzir mais material fibroso, e plantas baixas para obter resina.

“Ao contrário de uma visão amplamente aceita, que associa a cannabis a um centro de domesticação de plantações da Ásia Central, nossos resultados são consistentes com uma única origem de domesticação da Cannabis Sativa no Leste Asiático, em linha com as primeiras evidências arqueológicas”, finaliza o comunicado.