Notícias » Reino Animal

Canto dos pássaros está ficando mais raro, alerta estudo

O emudecimento da cantoria das aves observado nos últimos anos pode ser relacionado com a ação humana

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 04/12/2021, às 08h42

Fotografia meramente ilustrativa
Fotografia meramente ilustrativa - Divulgação/ Pixabay/ 12019

Um estudo recente publicado no último mês de novembro Nature Communications traz uma notícia triste que, contudo, não é uma surpresa.

Os cientistas relatam que nos últimos 25 anos a chamada "paisagem sonora" na Europa e América do Norte tem ficado gradativamente mais quieta no que diz respeito à presença do canto dos pássaros

Isso, pois, as aves frequentemente tem seus habitats desmatados pela atividade humana e precisam migrar para outras regiões, além de, por vezes, terem suas populações reduzidas.

Um outro dado de relevância é que pássaros podem cantar para marcar território, de forma que quando eles habitam locais com menos membros de outras espécies, também sentem menos necessidade de cantar. Assim, os espécimes modernos que voam por aí acabam sendo objetivamente mais quietos que os do passado. 

"Constatamos um empobrecimento da paisagem sonora. Quando eles são muitos, eles são mais estimulados a cantar porque, em grande parte, o canto é um comportamento que serve para eles marcarem território. Quanto mais pássaros numa região, mais territórios adjacentes precisarão ser marcados”, explicou Benoit Fontaine, um pesquisador francês que, contudo, não esteve envolvido na pesquisa, conforme repercutido pelo UOL. 

"Os pássaros precisam do canto para se responderem uns aos outros. Se não tem território marcado ao lado, ele vai continuar cantando porque é o que ele gosta de fazer no seu território, mas ele não será estimulado a cantar mais para responder ao vizinho", concluiu o especialista, que trabalha fazendo a observação das populações de pássaros da França. 

A ampla pesquisa da Nature Communications chegou à conclusão após realizar uma série de gravações feitas por voluntários nas últimas duas décadas durante o período da primavera, que costuma ser mais povoada pela cantoria das aves. Infelizmente, os dados foram claros: houve uma redução considerável da outrora orquestra de pássaros. 

A perda desse que é considerado um "patrimônio natural" do planeta já é um risco que vem sido trazido à tona pela comunidade científica há décadas. Além da redução da população de aves, vale mencionar que também existe uma preocupante queda da biodiversidade