Notícias » Afeganistão

Cantor afegão foi executado pelo Talibã, afirma família

O grupo fundamentalista islâmico que atualmente controla o governo do Afeganistão proibiu a música no país

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/08/2021, às 16h07 - Atualizado às 16h08

Trechos de vídeo mostrando uma apresentação ao ar livre do cantor
Trechos de vídeo mostrando uma apresentação ao ar livre do cantor - Divulgação / Youtube

Os familiares do cantor folclórico afegão Fawad Andarabi vieram à público no último domingo, 29, para dizer que o Talibã assassinou o artista. A execução em si, por sua vez, teria ocorrido na última sexta-feira, 27. 

Segundo foi divulgado pela CNN, o grupo teria declarado que "a música é proibida no Islã" após terem retomado o controle do governo afegão.

Fawadi teria sido arrastado para fora de sua casa e executado: "Eles o balearam na cabeça na fazenda. Ele era inocente, um cantor que estava apenas entretendo as pessoas", afirmou o filho do músico, Jawad

Andarabi performava canções tradicionais afegãs que falam sobre o território e seu povo. Conforme repercutido pelo G1, em um vídeo que circula na internet é possível ver o artista sentado em um tapete nas montanhas. O instrumento tocado por ele se chama "ghichak", e funciona de forma semelhante a um alaúde. 

A repercussão da morte do cantor foi tanta que o porta-voz do Talibã deu uma resposta oficial, em que se comprometeu a investigar o caso. 

Confira o vídeo de Fawad cantando abaixo.