Notícias » Personagem

Cantora gospel defensora do "tratamento precoce" da Covid-19 morre em razão da doença

Cristiane Ferr morreu em Juiz de Fora na última sexta-feira, 11; a mãe da artista, que também testou positivo, segue internada

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 17/06/2021, às 10h00

Fotografia de Cristiane Ferr no estúdio
Fotografia de Cristiane Ferr no estúdio - Divulgação/Estúdio Prata Music

A cantora gospelCristiane Ferr, nome artístico de Cristiane Ferreira de Souza, morreu em Juiz de Fora na última sexta-feira, 11, vítima da Covid-19. A mãe da artista, que também testou positivo para a doença, ainda segue hospitalizada, conforme informações do portal de notícias G1.

Amigos e familiares de Cristiane, bem como o estúdio no qual gravava, prestaram inúmeras homenagens nas redes sociais.

A Igreja Missionária Filadélfia, da qual ela foi membro na década de 90, emitiu a seguinte nota de falecimento: "É com pesar que comunicamos o falecimento nesta manhã de nossa querida irmã Cristiane Ferr", inicia o texto. "Nossa irmã foi membro em nossa igreja por vários anos, colaboradora na secretaria, nos jovens, Mensageiros do Amor", prossegue.

"Foi integrante do ministério Vinho Novo. Ficamos com o coração apertado com esta perda, e oramos para que Deus conforte o coração de toda sua família e amigos. Continuamos orando por sua mãe Sueli. (que está internada sendo cuidada). Deus abençoe!".

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cristiane Ferr (@cristianeferr72)

 

Defensora do "tratamento precoce"

A cantora havia compartilhado no dia 5 de dezembro do ano passado uma mensagem de apoio ao uso de ivermectina, azitromicina e hidroxcloroquina contra a Covid-19. No comentário da publicação ela escreveu: "eu tomei".

"Se você tomou ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina poste no Facebook, e se não precisou tomar e é a favor, poste que é a favor. Seremos a maioria. Vamos forçar as prefeituras a começarem a prevenção urgente. E fazer a distribuição gratuita", diz o texto compartilhado.