Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Daniella Perez

Assédio do público e reação de Gazolla marcaram o velório de Daniella Perez

Na produção ‘Pacto Brutal’, famosos relatam o doloroso adeus à Daniella Perez

Redação Publicado em 25/07/2022, às 15h14

Daniella Perez como Yasmin em 'Corpo e Alma' - Reprodução/Vídeo
Daniella Perez como Yasmin em 'Corpo e Alma' - Reprodução/Vídeo

O assassinato de Daniella Perez, que comoveu o Brasil em dezembro de 1992, voltou à tona na última semana, após a estreia da série documental “Pacto Brutal”, da HBOMAX, que dá detalhes do triste episódio.

A atriz era filha de Glória Perez e foi morta por seu colega, Guilherme de Pádua, que contracenava com ela na novela “De Corpo e Alma”, da TV Globo, escrita por Glória.

Na produção que estreou no último dia 21, a escritora e mãe de Daniella contou detalhes do dia do velório da atriz, que ocorreu no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro. As imagens da produção mostram que o local estava lotado, com familiares, amigos e, claro, fãs, que se amontoavam no local. 

"Cada vez chegava mais gente. Foi enchendo cada vez mais a capela e o Milton Gonçalves disse que teríamos que antecipar, porque ia acabar sendo invadido e seria uma tragédia”, contou Glória.

Muitas pessoas também tentavam se aproximar dos famosos presentes na ocasião, como Milton Gonçalves, Maurício Mattar, Alexandre Frota e Raul Gazolla, o viúvo da atriz. Glória ainda detalhou que “a capela começou quase a balançar, a sensação que a gente tinha era como se ela balançasse”.

Um dos registros presentes no documentário, por exemplo, mostra que as pessoas aproveitaram a presença dos artistas para tietar, apesar do momento íntimo e marcado por um fato tão triste. 

Más notícias

Outro fato marcante do velório foi o momento em que Raul Gazolla descobriu que Guilherme de Pádua foi o autor do crime. O ator estava aos prantos com a dor da perda de seu grande amor. Artistas como Alexandre Frota, Claudia Raia e Fábio Assunção contam em depoimento, na série, que o viram chorando compulsivamente.

Daniella Perez com seu marido, o ator Raul Gazolla /Crédito: Divulgação / Reprodução

Ao receber a notícia, o ator se levantou de onde estava e teria 'quebrado' toda a capela. Raul relembrou o momento para a produção do documentário: "Eu virei um bicho. Eu fiquei com muito ódio. Eu sei que não é um bom sentimento, mas não dá pra não ter naquele momento que você sabe que sua mulher foi assassinada, que o assassino é o colega de trabalho dela”.