Notícias » Arqueologia

Cápsula do tempo de 126 anos é encontrada sob monumento nos Estados Unidos

Datada da Guerra Civil Americana, a caixa foi enterrada logo abaixo de uma estátua em homenagem aos Soldados Confederados

Pamela Malva Publicado em 06/07/2020, às 12h30

Os dois botões de Robert E. Lee encontrados na cápsula do tempo
Os dois botões de Robert E. Lee encontrados na cápsula do tempo - Divulgação/Departamento Estadual de Recursos Naturais e Culturais da Carolina do Norte

Enquanto removiam um monumento aos Soldados Confederados no centro de Raleigh, na Carolina do Norte, um grupo de trabalhadores encontrou uma misteriosa cápsula do tempo. Datada de 1894, a caixa foi enterrada logo abaixo do Capitólio do Estado.

Já bastante danificado pelo tempo, o pequeno estojo de metal continha raros artefatos da época. Entre os itens enterrados estavam uma pedra, que acredita-se ter sido retirada Gettysburg, um par de botões e um pelo de crina de cavalo.

Durante pesquisas sobre a cápsula, então, os arqueólogos responsáveis identificaram uma lista que descreve cada objeto colocado na caixa no dia em que foi enterrada, em 25 de maio de 1894. A partir do documento, descobriu-se que os botões enterrados pertenciam a Robert E. Lee, um importante general da Guerra Civil Americana.

Estrura da caixa de metal encontrada sob o monumento / Crédito: Divulgação/Departamento Estadual de Recursos Naturais e Culturais da Carolina do Norte

 

Além dos pequenos artefatos, a antiga lista ainda citava itens que, segundo os arqueólogos, devem ter se perdido com o tempo. Nesse sentido, quando foi enterrada, a caixa ainda continha dinheiro confederado, alguns mapas e uma Bíblia.

Localizado no Capitólio do Estado da Carolina do Norte, o monumento aos Soldados Confederados foi mais um dos muitos retirados pelo governador do estado, Roy Cooper. A ordem expressa de derrubar tais estátuas foi emitida após os inúmeros protestos anti-racistas que tomaram conta dos Estados Unidos nos últimos meses.