Notícias » Entretenimento

Carla Diaz reforça que envolvidos no caso von Richthofen ‘não vão lucrar’ com filmes sobre o crime

‘A Menina Que Matou os Pais’ e ‘O Menino Que Matou Meus Pais’ entram para o catálogo da Amazon Prime Video na sexta-feira, 24

Penélope Coelho Publicado em 23/09/2021, às 11h00 - Atualizado às 11h57

Carla Diaz como Suzane von Richthofen
Carla Diaz como Suzane von Richthofen - Divulgação/Amazon Prime Video

Em entrevista ao portal POPline, a atriz Carla Diaz, de 30 anos, falou sobre as polêmicas envolvendo os filmes que narram o caso von Richthofen. Nas produções, a artista interpreta Suzane, a principal personagem do crime que chcou o Brasil em 2002.

Desde o anúncio sobre o lançamento dos filmes ‘A Menina Que Matou os Pais’ e ‘O Menino Que Matou Meus Pais’, os longas foram alvo de críticas. Parte do público acredita que as obras possam, de alguma forma, 'homenagear' os criminosos envolvidos.

Na conversa, Carla falou sobre o assunto e explicou que Suzane e os irmãos Cravinhos não irão lucrar com os filmes:

Acho que, ao contar o crime, você abre um questionamento para a sociedade. Eu acho que talvez algumas pessoas abriram para uma crítica, uma discussão, porque ainda não tinham a informação de que os envolvidos no caso real não tem nenhum envolvimento com a produção dos filmes”, afirmou.

A atriz continuou: “A gente não teve contato com os envolvidos do caso real e muito menos eles, não vão lucrar com as produções. A partir do momento que isso ficou muito claro — e outras produções internacionais já estão acostumadas fazer isso — eu acho que teve o entendimento das pessoas”.

Apesar das críticas iniciais, Diaz afirmou ao POPline que não pensou em desistir do projeto: “De forma alguma isso fez com que eu mudasse minha forma de pensar. Não tem como — pelo menos a meu ver — homenagear um crime”.

‘A Menina Que Matou os Pais’ e ‘O Menino Que Matou Meus Pais’ têm data de estreia marcada para sexta-feira, 24, na plataforma de streaming do Amazon Prime Video.