Notícias » Brasil

Carlos Bolsonaro cria projeto para proibir atletas trans de competirem em categoria ‘oposta ao sexo de nascimento’

A medida foi apresentada hoje, 17, na Câmara do Rio de Janeiro

Redação Publicado em 17/09/2021, às 12h22

Carlos Bolsonaro em 2019
Carlos Bolsonaro em 2019 - Divulgação/Wikimedia Commons/ Senado Federal

De acordo com informações publicadas na manhã desta sexta-feira, 17, pelo portal UOL, o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, apresentou hoje na Câmara do Rio de Janeiro um polêmico projeto de lei. 

Segundo revelado na publicação, a medida do vereador do partido Republicanos prevê a proibição de competições para atletas transexuais que optem por disputar na categoria oposta ao sexo de nascimento. Caso aprovada, a regra valerá somente na cidade do Rio de Janeiro.

"Fica expressamente proibida a participação de atleta identificado como 'transexual' em equipes e times esportivos e em competições, eventos e disputas de modalidades esportivas, coletivas ou individuais, destinadas a atletas do sexo biológico oposto àquele de seu nascimento", diz o Projeto de Lei proposto por Carlos.

A proposta ainda afirma que atletas trans que participarem de competições do sexo oposto ao de seu nascimento não receberão auxílio concedido pela prefeitura do RJ, além disso, ainda podem receber multa de R$ 10 mil, caso a norma seja descumprida.

Em recente discurso, o filho do presidente justificou a criação do projeto:

“Com este argumento pseudocientífico e de clara ordem político-partidária, ativistas LGBT insistem que pais e mães devem permitir que suas crianças e adolescentes decidam, em tenra idade, questões de identidade sexual", afirmou Carlos Bolsonaro.